Como criar um cronograma capilar que funcione com você

Então, já falei algumas vezes aqui que não existe poção mágica para um cabelo saudável: ele é o resultado de um conjunto de cuidados, e por isso, um cronograma capilar pode ser interessante. Aliás, se você não sabe bem onde começar, por favor, leia este artigo.

Primeiramente, é importante saber que um cronograma de cuidados com o seu cabelo, ou o chamado “cronograma capilar” não precisa ser feito de produtos caros, nem precisa ser extremamente complicado. Na verdade, ele precisa simplesmente se adequar ao seu cotidiano e as necessidades do seu cabelo.

Montando um Cronograma Capilar

Um cronograma capilar nada mais é do que uma rotina estruturada de ações diárias voltadas para a saúde do seu cabelo. Criar um funcione bem com você nem sempre é fácil, e geralmente é por tentativa e erro. No começo, pode ser um pouco trabalhoso, mas aos poucos você vai se acostumando, vendo o que dá certo, e principalmente, enxergando os resultados.

cashxcouture

Perguntas importantes a serem feitas antes de montar o seu cronograma:

Eu conheço o meu tipo de cabelo?

Entender qual é o seu tipo de cabelo é o primeiro passo para criar um cronograma capilar. Algumas pessoas acham que isso é irrelevante, mas na verdade é essencial. Se você sabe que o seu cabelo é um 4c, por exemplo, também sabe que ele é naturalmente mais seco, e precisará de mais hidratação do que outros tipos. Entender claramente qual é a textura do seu cabelo vai te ajudar a determinar o que ele precisa e o que ele não precisa.

Quais são os problemas que estou enfrentando?

Saber qual é a condição atual do seu cabelo é o segundo passo mais importante na hora de montar o seu calendário de cuidados com o seu cabelo. Isto porque, o seu cabelo é que “vai dizer” exatamente o que ele precisa para ficar mais saudável. Além disso, você vai poder avaliar as práticas que você já vem adotando, e que talvez não estão trazendo resultados.

Por exemplo, se o seu problema é a quebra excessiva dos fios, você vai precisar avaliar os seus fios e tentar encontrar exatamente quais são as práticas que você tem feito que levam à quebra. Assim que você descobrir o que tem danificado o seu cabelo, você pode parar o que vinha fazendo, e buscar algo que conserte os estragos. O mesmo funciona com o ressecamento, com a queda, e com outros problemas. É sério: conheça o seu cabelo, identifique o problema, e procure uma solução.

Como farei para manter o meu cabelo limpo?

 O couro cabeludo é literalmente o começo de um cabelo saudável. É por isso que manter o seu couro cabeludo limpo é tão importante. Lavar o cabelo todos os dias não é regra, e nem funciona com todo mundo, então  é importante acertar o que funciona com você para cronograma capilar de sucesso.

Mais perguntas:

  • Como eu planejo combater os danos?
  • O que usarei para desembaraçá-lo?
  • Qual o condicionador usarei em meu cabelo?
  • O que usarei para hidratar o meu cabelo?
  • Que produtos usarei para estilizar meu cabelo?
  • Que produtos usarei para hidratar as pontas?
  • Com que frequência usarei algum estilo de proteção? Qual usarei?
  • Que utensílios usarei para manter o meu cabelo arrumado?
  • Se eu usar algum modelador que utiliza o calor (chapinhas e secadores), usarei com que frequência?

Ok, agora vamos nos ater ao básico:

Um cronograma capilar deve conter os seguintes itens:

  • Shampoo
  • Condicionador
  • Máscara para profunda hidratação
  • Um tratamento de Proteína
  • Leave-in ou óleos naturais
  • Penteados protetores

A lavagem:

Procure por produtos de qualidade, e lave o cabelo ao menos uma vez por semana. A maneira correta de limpar o cabelo é focando primeiramente no couro-cabeludo, fazendo movimentos circulares com as pontas dos dedos. Deixe que a água leve o produto para o resto do comprimento dos fios. Evite passar o shampoo diretamente nas pontas pois elas são a parte mais velha dos seus fios, e já têm tendencia a serem mais secas naturalmente.

Existe uma alternativa interessante para a limpeza dos fios, que é fazê-la somente com o condicionador. A co-lavagem, como é conhecida, tem a vantagem de hidratar o cabelo, sem tirar a oleosidade natural do cabelo que o shampoo levaria embora.

De qualquer forma, se você prefere lavar os cabelos com shampoos, a sequência do processo é o uso de um condicionador. Desta vez, o seu foco é no comprimento do fio, e não no couro cabeludo. Prefira condicionadores para cabelos secos e danificados, porque geralmente eles têm ingredientes que combinam com as necessidades de um cabelo afro (natural ou não).

A hidratação:

Já falamos aqui o quanto a hidratação é importante. Você precisa conhecer o seu cabelo para entender também quantas vezes e qual a frequência em que vai precisar hidratá-lo profundamente. Se você cuida do seu cabelo regularmente, usando pomadas leave-in ou óleos naturais, é provável que o seu cabelo precise de uma hidratação profunda uma ou duas vezes por mês. Se você costuma usar muita chapinha, ou secador, é provável que precisará hidratar o seu cabelo profundamente ao menos uma vez por semana.

Proteína!

Se você é 100% natural – sem químicas, incluindo coloração – , é provável que o seu cabelo não precise tanto assim de tratamentos que incluam proteínas. Mas se você tem algum tipo de química, você vai precisar bastante! Você pode optar por reconstrutores capilares: existem aquelas versões de “tratamento de choque” em que você aplica por 2 minutos depois de lavar o cabelo. São excelentes!

Produtos leave-in!

Existem milhares de produtos que podem ser aplicados em seu cabelo e não precisam ser enxaguados. Você pode escolhe-lo de acordo com as necessidades do seu cabelo, e também, de como você costuma estilizá-lo. Por exemplo, você gosta de coques? Pode optar por pomadas. Quer cachos definidos? Escolha cremes ou óleos que estimulem os cachos. Vai usar chapinha? Opte por protetores térmicos.

Estilos de proteção!

Tem um artigo inteirinho aqui sobre o assunto. Além de deixar os cabelos lindos, eles são super aliados na hora de manter o crescimento do cabelo.

Comprometimento!

Se você encontra produtos que funcionam com você, e consegue montar um calendário de uso correto deles, é importante segui-lo a risca. Uma dica é anotar o que você fará diariamente, semanalmente e mensalmente. Pode te ajudar. Seu cronograma capilar pode ser algo como:

  • Domingo: Shampoo, condicionador, hidratação
  • Segunda: Manutenção diária com óleo natural
  • Terça: Manutenção diária com óleo natural
  • Quarta: Co-lavagem e hidratação
  • Quinta: Manutenção diária com óleo natural
  • Sexta: Manutenção diária com óleo natural
  • Sábado: Manutenção diária com óleo natural
  • Duas vezes mensais: tratamento de choque com proteínas e hidratação profunda.
  • Uma vez por mês: secar com o secador e estilizar com chapinha. Nos outros dias, apenas secar naturalmente.
  • Uma vez a cada 3 meses: avaliação do cabelo. Verificar o que está funcionando, e o que pode mudar no cronograma.

Por que é preciso reavaliar o seu cronograma?

A resposta é simples: se o seu cabelo está ficando mais saudável, as necessidades dele vão mudar. Em alguns casos, as mudanças serão poucas, em outras, mais drásticas. De qualquer forma, á reavaliação também é uma forma de você conhecer melhor o seu fio e aprender a entender como ele reage a este ou àquele produto.

É também uma excelente oportunidade de ver os avanços. É legal ver que os seus cuidados estão dando certo.

Criar um cronograma capilar é um passo importante na hora de abraçar o que você é e entender quais são os passos para ter o cabelo dos seus sonhos. Se seu objetivo é ser rapuzel, ou simplesmente ser mais saudável, siga estas dicas, e depois conte qual foi o resultado!

E vocês, já têm um cronograma capilar? Como fazem para manter a saúde dos fios? Conta para a gente!

Stephanie Pereira

Stephanie Pereira

She is just a girl, and she's on fire.

2 Comentários

Deixe um comentário