Micropigmentação Capilar em Cabelos Afros

0

A micropigmentação capilar em cabelos crespos cresceu muito nos últimos anos, assim como sua popularidade e número de pessoas que aprovaram esse visual. Mesmo a pigmentação se destacando entre os procedimentos de cuidado atualmente, muitas pessoas ainda não sabem sobre esse modelo de mudança, por isso, te explicaremos em detalhes sobre ele.

1 – Por que cuidar dos cabelos?

A aparência de cuidado do seu cabelo é uma das primeiras coisas que são observadas quando você se apresenta em um lugar, principalmente em um repleto de desconhecidos, ou pessoas que você acabou de conhecer, por isso, seja em negócios ou encontros pessoais, o cuidado com seus cabelos pode ser fundamental.

Provavelmente, você já foi abordado por algum conhecido durante sua vida e recebeu elogios pela vida, brilho ou beleza do seu cabelo, e com toda certeza a sua percepção com relação a si mesmo (a) foi acariciada.

Partindo desse exemplo, vale ressaltar que a forma como você se cuida pode ter grande representatividade e influência na forma como você se enxerga perante a sociedade, portanto, o ato de cuidar dos seus cabelos não tem suas consequências freadas apenas no campo estético.

Caso você tenha aberto esse texto apenas com um prévio conhecimento sobre o assunto de micropigmentação capilar, te ensinaremos detalhadamente cada passo. O intuito deste artigo é também contribuir para o seu conforto, dessa forma, relaxe e acompanhe as dicas.

2 – O que é micropigmentação capilar?

É um dos tratamentos mais simples disponíveis e tem o objetivo de tonalizar e pigmentar os fios do couro cabeludo sem maiores complicações. Esse procedimento simples e rápido, muito semelhante a uma tatuagem, é ideal para você que se incomoda com a tonalidade ou espessura do seu cabelo, já que a micropigmentação passa a sensação de um cabelo mais cheio e volumoso, principalmente em cabelos crespos.

Dessa maneira, esse tratamento é indicado para todos que se sintam incomodados com alguns sintomas da calvície que são agravados com o tempo, a queda de fios frequente e a diminuição da espessura do folículo capilar pode incomodar vários homens e mulheres.

Não obstante, é importante deixar claro que esse artigo não tem nenhuma intenção de pressionar ou deixar ninguém desconfortável quanto ao seu tipo de cabelo ou espessura, e sim deixar claro que existem outras opções caso as problemáticas sejam realmente incômodas para você.

3 – Você deve fazer esse procedimento?

Mesmo que existam sinais de calvície, não tem porque se desesperar, já que  existem inúmeras soluções para essa condição que vão de medicamentos, shampoos e principalmente a micropigmentação capilar, ademais, sua beleza e seu diferencial não devem ser medidos pela quantidade de cabelo ou espessura que ele tem, e sim pelas individualidades e complexidades comportamentais e estéticas que todos temos, e existe grande beleza nisso.

Não existem formas ou razões que tirem a beleza de quem você é, pois ela está nos erros e nos seus acertos, no seu cabelo pigmentado ou despigmentado. Dê valor ao real, na atualidade que todos apenas expressam a beleza moldada, goste de si da forma que é. Não use a micropigmentação como um meio para você passar a se amar, e sim como um resultado disso.

Em resumo, não faça a micropigmentação com o objetivo de passar a gostar de si mesmo como é apenas após seu resultado, mas faça-o se você realmente quer cuidar do que vê, esse procedimento é maravilhoso, a única coisa que pode mudar é a forma como você vai tratá-lo.

4 – É um tratamento indicado?

Ao contrário do implante, esse tipo de procedimento não é cirúrgico  e consiste em dar maior tonalidade e impressão de força aos fios, portanto, caso queira meios que não resultem em tantos transtornos e com uma rápida recuperação, seja adepto desse método.

Muito é falado sobre as outras alternativas para solucionar os problemas da calvície, alternativas que vão de minoxidil até o próprio transplante tratado anteriormente, mas são procedimentos com alguns efeitos colaterais que podem ser imprevisíveis e prejudicar sua qualidade de vida.

Se você deseja evitar ao máximo alguns problemas futuros resultados de alguns desses métodos, a pigmentação é super indicada para você, já que trata o sintoma, que é o vazio na parte de cima da cabeça, transparecendo a impressão de força e crescimento saudável dos fios de forma rápida.  

5 – Importância da mudança

A alternação de estilos sempre teve papel fundamental no bem-estar no mundo todo e essa característica se encontra principalmente desenvolvida nos hábitos do povo brasileiro, que é avesso a inércia e tédio, amando se movimentar e fazer mudanças muitas vezes drásticas no cabelo, na roupa ou no lifestyle.

E essa característica é comum dos nossos ancestrais mais antigos que viviam se mudando e procurando coisas novas. Segundo o Dr. Fábio dos Santos, a mudança é um dos aspectos mais essenciais da vida humana, pois aprimora o desenvolvimento pessoal, a autoestima e nos tira da zona de conforto, que muitas vezes pode ser prejudicial.

Portanto, as variações são inertes a vida, e devido ao fenômeno neurológico chamado memória genética nós nos recordamos inconscientemente por meio dos hábitos ancestrais da importância da mudança, por esse motivo ela é importantíssima para nosso senso de comunicação, importância e autoestima.

Ah mas o que isso tem a ver com micropigmentação?” A resposta é simples, tudo. Algumas mudanças ainda que consideradas banais podem mudar para melhor a forma como nos enxergamos em relação aos outros, influenciando nossa vida profissional, pessoal e individual.

Deixando claro que o objetivo desse artigo não é pressionar ninguém a fazer nenhum tipo de procedimento estético, mas direcionar as pessoas que querem mais informações das causas, indicações e consequências que o tratamento pode ter.

Tem alguma sugestão em relação ao conteúdo? Deixe aqui nos comentários, com certeza tenho muito a aprender com você.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.