Cabelo Afro Blog

Qual a diferença entre Umbanda e Candomblé?

Qual a diferença entre umbanda e candomblé

Oi, gente, bem vindos ao Cabelo Afro. No post de hoje vamos resolver uma dúvida muito comum das pessoas: qual a diferença entre umbanda e candomblé?

Qual a diferença entre umbanda e candomblé?

Para iniciar a nossa retirada de dúvidas primeiro precisamos entender mais sobre o que são as religiões de matriz africana.

A África é um continente enorme e foi amplamente colonizado, com isso vários países não mantém mais de maneira plena as suas tradições ancestrais, incluindo a religião. O mapa abaixo demonstra bem a divisão atual de religiões predominantes na África por país:

qual a diferença entre umbanda e candomble

Como podemos ver, a maioria da África é cristã, contradizendo inclusive falas preconceituosas de grupos extremistas neopentecostais que dizem que a fome na África se deve aos seus “cultos malignos”.

Voltando a questão das religiões de matriz africana. Antes de toda essa colonização existia uma cultura antiga de culto às forças naturais, representadas de uma forma mais moderna pelos arquétipos dos orixás, porém, ninguém sabe ao certo de quanto tempo se remonta esse culto ao natural. As religiões de matriz africana possuem uma base: um Deus único que não é apenas o criador, mas o universo em si, algumas religiões chamam de Zambi, outras de Olorum, existem muitos outros nomes. E também os Orixás, que são forças naturais que atuam em cada campo da existência.

O que são os Orixás?

Os Orixás são simplesmente representações da natureza. Alguns dos Orixás mais famosos são: Exu, Oxalá, Oxum, Oxossi, Iemanjá, Xangô, Iansã, etc. No entanto, é importante ressaltar que existem diversas culturas de candomblé e religiões originárias africanas e cada ela pode impôr lugares hierárquicos diferentes a cada Orixá e não apenas os listados, existem dezenas de Orixás em todas as culturas.

Um exemplo da representação natural desses seres etéreos é o Orixá Oxum. Oxum representa a fertilidade, o amor e também o ouro, sua morada é o rio, a cachoeira, sendo assim uma espécie de sereia.

Qual a diferença entre umbanda e candomblé
Um monumento ao Orixá Oxum, em uma margem do rio

Oxum também é o nome de um rio da região Yorubá (Osun, em seu idioma oficial), que flui do sudoeste da Nigéria.

A umbanda é uma religião africana?

É nessa pergunta onde começam as confusões. A umbanda é uma religião que possui matriz africana, porém, ela foi fundada no Brasil, mais especificamente na data de 15 de Novembro de 1908, no Rio de Janeiro.

A umbanda é uma religião sincrética, unindo Espiritismo, Catolicismo, a matriz africana e tradições indígenas de povos brasileiros. No entanto, representando suas divindades maiores através do panteão africano, incorporando assim o Deus Olorum e os Orixás em sua crença. No meio dessa representação, o sincretismo simbólico com santos católicos é bastante presente, isso porque na época da escravidão os negros deveriam esconder sua crença dos senhores católicos (o Brasil colônia possuía o catolicismo como religião oficial), e portanto, representavam os Orixás como santos católicos, alguns exemplos são: Oxalá com Jesus Cristo, Iansã com Santa Bárbara, Ogum com São Jorge, etc.

Qual a diferença entre umbanda e candomblé

Uma característica marcante da religião umbandista é a incorporação de espíritos evoluídos, porém com grau hierárquico abaixo dos Orixás: os guias espirituais. A umbanda possui várias linhas de guias espirituais e cada um deles atua em campos específicos, sempre trabalhando nos campos dos respectivos orixás que o regem, alguns exemplos de guias espirituais da umbanda são: o preto velho, o caboclo, o erê, a pomba gira, o malandro, o marinheiro e até mesmo sereias!

É necessário frisar que, onde é conhecida como a primeira incorporação de um guia da umbanda, ocorrida na federação espírita de Niterói, através do médium Zélio Fernandino de Moraes, o guia denominado Caboclo das 7 encruzilhadas explicou que a umbanda é uma religião baseada na incorporação de espíritos apenas para a prática da caridade e do amor. Na umbanda também é possível incorporar os Orixás, que não são diretamente os Orixás originais, mas “falangeiros” destes, representantes que carregam a sua energia (o seu axé).

O Candomblé e suas diferenças

O Candomblé é uma religião antiga, ancestral e africana, não brasileira. Seus costumes são passados geralmente através da tradição oral, apesar de existirem hoje livros que explicam parte (jamais integralmente) da doutrina da religião candomblecista.

No Candomblé a incorporação de guias não acontece, apenas a incorporação dos falangeiros dos Orixás que vêm para trabalhar energias específicas do ilê (terreiro). A Hierarquia no Candomblé é bem mais rígida do que na umbanda (o que não significa que nesta não haja rigidez e hierarquia). Todos devem se reportar ao Babalorixá ou Yalorixá, conhecido popularmente como pai ou mãe de santo, tanto para a realização de um trabalho como para tirar dúvidas relativas a própria religião.

Qual a diferença entre umbanda e candomblé
Incorporação de falangeiro de Ogum, no candomblé

A iniciação ao culto dos Orixás no candomblé, também conhecida como feitura de santo, também é bastante rígida. Envolvendo etapas de raspagem de cabelo, montagem de fortes encantamentos de limpeza espiritual e inclusive de restrição alimentar, alimentando-se por um período apenas das comidas que representam seu Orixá de frente, o seu regente nessa encarnação.

Tudo isso se deve ao fato do Candomblé se comprometer a manter vivas certas tradições africanas, por isso o respeito absoluto ao mais velho (babalorixá ou yalorixá) e a rigidez dos seus rituais. É necessário também mencionar o ato do sacrifício animal no Candomblé, por se tratar de um ato ancestral e válido. Nenhum animal é abatido apenas para retirar uma parte e se jogar fora, e tudo é feito da maneira mais respeitosa possível, bem mais respeitosa que o seu frango assado de domingo, por exemplo.

Umbanda e Candomblé podem fazer o mal?

Essa é uma dúvida frequente, que surge principalmente em função do preconceito propagado por religiosos cristãos mais extremistas. A resposta para essa pergunta é direta: não.

No Candomblé e na Umbanda existe o conceito de “lei maior”, a lei de Deus, que deve ser respeitada acima de tudo. Não é permitido fazer mal ao irmão, pois tudo se transformará em energia ruim que se voltará pra você. Os Orixás no Candomblé e na Umbanda são seres de luz, assim como os Guias, e não aceitarão realizar feitiços maléficos e coisas do tipo.

Qual a diferença entre Umbanda e Candomblé

O que acontece muitas vezes, é que em casas onde se realiza a dita “magia negra”, os espíritos negativados que são incorporados se passam por espíritos da umbanda e, para pessoas mais ignorantes acerca dessas religiões, podem se passar até mesmo por Orixás. Os donos dessas casas muitas vezes dizem se tratar de uma casa de Umbanda para atrair mais gente e costumam cobrar pelos trabalhos de amarração do amor ou mesmo de flagelação de outra pessoa. A Umbanda e Candomblé não realiza esse tipo de coisa, apenas trabalhos para o bem.

As principais diferenças entre Umbanda e Candomblé

Agora que você aprendeu um pouco sobre cada religião e viu que nenhuma delas faz o mal, veja diretamente as principais diferenças entre ambas:

  1. A incorporação

    A incoporação na Umbanda pode ser de guias ou de falangeiros de Orixás. No Candomblé, apenas de Orixás.

  2. A iniciação

    A iniciação na Umbanda é bastante simples. No Candomblé, é um ritual complexo, rígido e ancestral.

  3. A nacionalidade

    A Umbanda é uma religião brasileira. O Candomblé, uma religião africana.

  4. Hierarquias

    As duas possuem, porém, no Candomblé, as hierarquias são mais separadas umas das outras.

  5. As segmentações

    O Candomblé, por se tratar de uma religião ancestral, possui poucas ou nenhuma segmentação. A Umbanda por sua vez possui várias ramificações, que a aproximam mais muitas vezes das tradições indígenas, outras vezes do próprio Candomblé, outras até mesmo seguem uma linha mais esotérica e iniciática.

  6. O sincretismo

    O Candomblé não faz sincretismo com nenhuma outra religião. A umbanda é sincrética, une elementos da matriz africana, da tradição indígena, do espiritismo e do catolicismo.

Essas são algumas diferenças mais marcantes entre a Umbanda e o Candomblé.

E ai, aprendeu de vez a diferença entre essas duas religiões?

Apesar das diferenças, são duas religiões maravilhosas e ligadas diretamente com a nossa cor. Você que está aqui, não deixe de conferir mais sobre a cultura afro aqui no nosso blog, separei um texto especialmente para você: As tranças nagô e as escravas brasileiras.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens