O que é preconceito racial e o que ele pode gerar socialmente

Por mais modernos que sejam os tempos em que estamos vivendo (na ótica de algumas pessoas que não sofrem), a busca por “o que é preconceito racial” ainda é muito grande na internet.

Pensando nisso, além de ser importante esclarecer o que é o preconceito racial, trarei nesse texto um exemplo de como o preconceito racial pode modificar conceitos sociais e internalizá-los por bastante tempo.

O que é preconceito racial

Para isso utilizarei um documentário disponível na Netflix para ilustrar. O documentário Baseado em Fatos Raciais mostra o histórico da criminalização das drogas nos Estados Unidos a partir do preconceito racial.

Está preparado? Vem com a gente que no Cabelo Afro a discussão vai muito além do seu próximo penteado!

O que é preconceito racial?

Uma das maiores frases proferidas por pessoas que fingem ser contra o preconceito racial, mas que apenas não se importam com isso é: “não existem raças, somos todos uma raça só, a humana”.

Nós, negros (existe uma discussão acerca do termo aqui no cabelo afro e você pode conferir clicando aqui: Significado de negro: utilizar negro ou preto?), sabemos que a máxima proferida por esses grupos não é verdade.

“As únicas pessoas que realmente mudaram a história foram as que mudaram o pensamento dos homens a respeito de si mesmos.”


Malcoml X

Dito isso vamos retomar a pergunta inicial, o que é preconceito racial? Preconceito racial é, resumidamente, qualquer prática discriminatória executada tendo como base a cor da pele ou etnia a qual pertence a vítima. Negros, povos indígenas, asiáticos, latinos etc.

Existe preconceito racial contra brancos?

Um dos assuntos do momento é o chamado “racismo reverso”, onde os povos caucasianos seriam alvo de preconceito pelos demais grupos, gerando com esse discurso uma problemática, desse ponto de vista, hipócrita.

Não existe preconceito racial contra brancos. Mas por que? Bom, o preconceito racial, como bem falado pela pesquisadora Djamila Ribeiro, parte de quem possui e sempre possuiu controle das estruturas sociais.

O que é preconceito racial
Djamila Ribeiro, pesquisadora

Os donos de escravos eram brancos, as pessoas mais ricas do mundo são brancas, brancos estatisticamente ganham mais do que os outros povos e estão menos presentes nas estatísticas de assassinato, prisão e etc.

O opressor é dono das estruturas sociais que discriminam o oprimido. Tendo isso em mente, é impossível para as pessoas que sempre possuíram o privilégio das estruturas sociais, sofrerem opressão pelos grupos subjugados.

Baseado em Fatos Raciais

O documentário da Netflix expõe a forma como a discriminação racial influenciou a lei de criminalização das drogas, em especial da maconha, nos Estados Unidos. Que hoje a tem, na maior parte do seu território, legalizada.

O filme faz uma linha do tempo desde antes do início do séc XX até os dias de hoje e traça relações, com provas telefônicas envolvendo presidentes como Nixon, Reagan e seus secretários, entre a proibição da maconha e o preconceito com os negros (minoria numérica e social nos EUA).

O que é preconceito racial
Imagem do documentário Baseado em Fatos Raciais, da Netflix

Resumidamente, a flor já era utilizada pelos músicos de Blues e Jazz para relaxar na hora de compor e também para tocar melhor, pois sob o efeito eles conseguiam tocar em compassos mais rápidos, mais facilmente.

Como os clubes de Blues e Jazz eram mal vistos pela sociedade branca Norte Americana, logo encontraram um jeito de proibir o uso da cannabis e produzir uma demonizante propaganda da erva, que se extendeu até pouco tempo atrás antes da legalização.

O que é preconceito racial
Louis Armstrong, ícone do Jazz, era um conhecido usuário de maconha

É sempre bom lembrar que além do Blues e do Jazz, historicamente ligados aos negros, surgiu posteriormente o Hip Hop, o Soul, e todos esses grupos que também eram e são ligados aos negros sofreram com a propaganda, que demonizou a erva a partir do preconceito com esses grupos.

Ficou curioso? O link para assistir ao documentário Baseado em Fatos Raciais está aí, bem no título em negrito. Caso você tenha assinatura da Netflix, é só clicar e assistir.

Algumas perguntas frequentes sobre preconceito racial

Confira abaixo algumas perguntas frequentes sobre o assunto:

  1. Existe preconceito racial no Brasil?

    Sim, o mito de que o Brasil lida bem com todos os povos por ser miscigenado é facilmente desmentido por números como esse: 73% dos pretos e pardos acreditam que preconceito contra população negra se manteve ou aumentou em SP (pesquisa presente no g1.com).

  2. O que é preconceito racial?

    Preconceito racial é toda forma de discriminação de um sujeito tendo como base a cor da sua pele, ou a sua etnia de origem: negros, povos indígenas, asiáticos, latinos, etc.

  3. O que é racismo reverso

    Racismo reverso é a ideia de que povos oprimidos, como os negros, possam também oprimir racialmente pessoas caucasianas (brancas).

  4. Racismo reverso existe?

    O racismo é praticado por quem possui as estruturas sociais. Historicamente os povos brancos dominaram (literalmente) o mundo e as sociedades, portanto, não são alvo de racismo.

  5. Existe algo que comprove cientificamente superioridade de uma raça sobre outra?

    Não. Todo esse discurso foi montado por supremacistas como Adolf Hitler, ou líderes de entidades como a Klu klux Klan e nunca houve base científica para essa afirmação.

Espero que essas respostas tenham esclarecido algumas das perguntas mais populares sobre o assunto.

Gostou do texto sobre o que é preconceito racial?

Não deixe de conferir outros textos sobre cultura black e relacionados aqui no Cabelo Afro, existem textos sobre Black Music, sobre curiosidades e sobre reflexões, separei um especialmente para você: Até que ponto vidas negras importam?

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.